Valores

Como educar a criança sorrateira

Como educar a criança sorrateira


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

É a partir dos quatro anos que meninos e meninas começam a ter uma consciência de honestidade, algo que o fará entender as regras que ele e outros devem cumprir. Quando alguém não cumpre essas 'normas' impostas pelos adultos, tem a necessidade de contar aos adultos para que possam remediar tal 'injustiça'.

Quando uma criança 'conta' que algo está acontecendo, a ação do adulto é essencial, então os pais terão que agir com calma para saber o que realmente acontece antes de agir ou decidir as consequências.

Mesmo que a criança saiba o que está acontecendo, o adulto nunca poderá punir os atos que não viu com seus próprios olhos, mesmo que o que aconteceu seja evidente.

Crianças sorrateiras que desejam que a justiça seja feita acima de tudo estão de certa forma procurando uma resposta adulta ao que acabaram de dizer. É uma forma de querer 'dar conta da situação', por isso os adultos têm que ficar calados o tempo todo e dar respostas do tipo 'eu cuido depois'. Desta forma, o filho denunciante verá que sua acusação não teve sucesso imediato, o que de certa forma era o que ele esperava quando foi delatar as coisas.

Se o que o delator disse for verdade e a outra criança precisar ser repreendida, isso sempre deve ser feito fora da presença do acusadorSe você reagir de forma exagerada, a criança verá que delatar é uma atitude positiva e reforçará o comportamento de delação tanto para o delator quanto para a outra criança. Além disso, quando a criança denunciante delata para irritar outra criança, esse comportamento não pode ser reforçado, pois o objetivo não é alertar sobre qualquer perigo, mas apenas irritar o outro.

No caso em que a criança realmente fala sobre algo para evitar danos, neste caso é sempre necessário recompensar o informante que vá de 'delator' a 'informante', para que você possa ter uma atitude de gratidão, algo que quando se trata de outras informações você tem que minimizar aquela 'dica'.

Na maioria dos casos, essas acusações costumam ser consequências de querer chamar a atenção ou ciúme por algum motivo, além disso, a criança também pode ter baixa autoestima. Nesse sentido, é muito importante trabalhar a empatia das crianças desde a mais tenra idade, ensiná-las a falar a verdade e a compreender que fofoca não é o mesmo que informação relevante.

A empatia fará com que você compreenda o mal que pode causar a outra criança ao acusar, então, com o tempo, você será capaz de entender quando uma pessoa pode se sentir humilhada e quando as coisas podem realmente ser ditas. Às vezes, será mais do que suficiente usar a frase simples: 'Não ria de Lucas (ou do nome do menino ou menina acusado), gostaria que eles fizessem o mesmo com você?'

Você pode ler mais artigos semelhantes a Como educar a criança sorrateira, na categoria de Conduta no local.